Funeral. A morte veio de repente.
Tocaram sinos.
A escola fechou e nós vestimos
Uma roupa diferente.
A morte veio e trouxe a dor.
A urna é branca: é uma flor
Que lá vai dentro.

Funeral. Há quem chore por estar triste
E há quem chore
Por lembrar que a morte existe.