As palavras não são indiferentes

As palavras não são indiferentes: umas fazem-nos mal, irritam-nos, criam distância; outras, pelo contrário, vêm ao nosso encontro e adoçam-nos a alma. Quem as domina e as sabe utilizar é afortunado porque adiantou muito na vida e evitará grandes desgostos. E, mais importante ainda, será semeador de paz e de alegria.
(Miguel-Angel Martí García)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *