Na raiz de quase todas as misérias

Na raiz de quase todas as misérias materiais e, sobretudo, morais, está uma falta de amor, uma fome de afeição que não foi satisfeita.
(Georges Arnold)

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *